Câmara de João Monlevade recebe vereadores de Itabira para discussão sobre centro de internação para menores infratores

por Maria Tereza Bicalho publicado 14/09/2017 10h50, última modificação 31/10/2017 12h25

Os vereadores monlevadenses receberam na tarde de ontem, 23, os vereadores da cidade de Itabira, Adélio Martins da Costa (Decão da Loteria), André Viana e Weverton Vetão. O encontro, que ocorreu no Plenarinho da Câmara de João Monlevade, teve como pauta a segurança pública. Conforme esclarecido pelos edis itabiranos, a proposta é a união de João Monlevade, Itabira e Guanhães para que seja construído um centro de internação de menores infratores, a fim de atender os três municípios.

Por João Monlevade participaram do encontro o presidente da Casa, Djalma Bastos (PSD), Leles Pontes (PRB), Guilherme Nasser (PSDB), Cláudio Cebolinha (PTB), Fábio da Prohetel (PP), Revetrie da Saúde (PMDB), Tonhão (PPS), Toninho Eletricista (PHS), Lelê do Fraga (PTB), Belmar Diniz (PT), Thiago Titó (PDT) e Gentil Bicalho (PT). Os demais vereadores justificaram ausência. Representantes do Conselho Comunitário de Segurança Pública também se fizeram presentes.

A iniciativa parte de uma demanda do Governo do Estado, em parceria com o Ministério Público, que determina a construção de 18 destes centros para menores em todo o estado, como Etapa do Plano Estadual Decenal de Atendimento Socioeducativo. Para tanto, o território estadual foi dividido em microrregiões, sendo João Monlevade, Itabira e Guanhães integrantes do Território Metropolitano.

Conforme documento, o centro que atenderá estas três cidades terá 70 vagas de internação e 20 de internação provisória. Contudo, é preciso que haja uma conformidade entre os três municípios sobre o local a ser construído. O prazo para que ocorra a definição e posteriormente as vistorias necessárias e desembaraços legais é até 30 de junho de 2018. “Por isto tomamos a iniciativa de vir à João Monlevade para iniciarmos as discussões. Na próxima semana teremos reunião semelhante com os edis de Guanhães”, informou Vetão. Os visitantes manifestaram interesse de que o centro seja construído em Itabira.

O presidente da Câmara, Djalma Bastos, agradeceu a presença dos edis. Segundo ele, o assunto é novo, e é preciso agora que os vereadores de João Monlevade se inteirem sobre a situação, para que qualquer parecer seja dado. “Temos plena consciência das dificuldades das polícias e até da Justiça, no que diz respeito aos menores infratores. O ganho com este projeto é grande, independente de qual município sedie o centro de internação”, disse. O próximo passo deve ser a formação de uma comissão na Casa, para que o assunto seja amplamente estudado e debatido. Revetrie da Saúde alertou para que sejam respeitados os prazos estabelecidos para que não se perca os recursos destinados ao projeto.

error while rendering plone.comments